Inovações na construção civil marcam a 12ª edição da CasaPronta

Entre os diferenciais da feira, que acontece entre 15 e 19 de outubro em Criciúma, está o sistema de Construção Seca.

Faltam poucos dias para iniciar mais uma edição da CasaPronta, a feira da construção, da decoração e do mobiliário, que será realizada no pavilhão José Ijair Conti, em Criciúma. O evento acontece entre 15 e 19 de outubro e reunirá, no mesmo espaço, as novidades de todo o setor. Entre as empresas que apostam na feira para dar maior visibilidade aos seus produtos está a Nunes Construção Seca, de Braço do Norte, pioneira no que diz respeito à Construção Energitérmica Sustentável na região. O sistema, bastante difundido em países desenvolvidos, como os Estados Unidos, Canadá e na Europa, garante a racionalização da mão deobra, a agilidade na construção e a durabilidade da edificação. Conforme o proprietário da empresa, Valcir José Nunes, o sistema construtivo chegou ao Brasil há menos de uma década e vem crescendo mais de 15% ao ano. “A principal diferença é que, por meio dele, é possível construir de maneira industrializada, e não manual, como é feito hoje, quando o pedreiro faz a massa, mistura, edifica pouco a pouco”, comenta Nunes. Na Construção Seca, a obra é erguida com painéis e estruturas metálicas, diminuindo consideravelmente o tempo utilizado até acabamento final. Trabalhando com o sistema há quatro anos, Nunes conta que toda e qualquer edificação feita de alvenaria pode ser baseada pelo novo método. “Já fizemos postos de gasolina, centros comerciais e residências. Além de racionalizar a mão de obra, que está escassa no Brasil, e de a conclusão ser até 60% mais rápida, o desempenho térmico e acústico é muito superior ao dos métodos tradicionais”, pontua, lembrando, também, que pelos materiais serem feitos por multinacionais, o controle de qualidade é bastante expressivo. Durante a Feira CasaPronta, para demonstrar o sistema e a forma que podem ser feitos os acabamentos, a Nunes edificará uma casa de quatro metros por oito metros no pavilhão. Conforme o idealizador da feira, Willi Backes, o intuito é fazer o público ter acesso direto às novidades. “Assim como essa casa, teremos muitas outras amostras de produtos, serviços e inovações da construção civil, da decoração e do mobiliário. Quem tiver interesse em conhecê-las não pode perder a feira, que contará com mais de 200 empresas e entidades expositoras de diversos Estados do Brasil. De 15 a 19 de outubro, Criciúma se tornará um polo no que diz respeito ao segmento”, comenta Willi.